sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Puré de Maçã

As primeiras gripes e viroses de inverno já atacaram a malta toda cá em casa.. Podíamos ter ficado para uma outra leva, mas não, fomos todos seguidinhos... Enfim!
Então, hoje deixo-vos a receita que faltava para completar a semana dos acompanhamentos. É muito simples, mas como em quase todos os outros casos, por ser tão simples, acabamos por nos esquecer de fazer.
Pode ser feito para doces ou salgados, como acompanhamento ou ingrediente principal, mas mais tarde dou-vos umas ideias... Mas para começar, sirvam como acompanhamento de uma boa carne assada.

Ingredientes para 4 pessoas

6 maçãs reinetas
1 colher de sopa de manteiga
1 pau de canela
1 colher de sopa de mel

Modo de preparação:
Descasque as maçãs, retire os caroços e coza-as em água. Atenção para que não cozam em demasia, caso contrário irão desfazer-se todas.
Escorra muito bem, de preferência deixe por alguns minutos num escorredor.
Passe com a varinha mágica, emulsionando muito bem, de forma a que fique com uma mistura bem cremosa. Adicione a manteiga, o mel e triture novamente.

Bom apetite!

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Farofa de moelas e farinheira




Farofa é algo não muito utilizado nas nossas cozinhas, mas é óptima! Numa refeição com um bom assado, não pode faltar. Ou como o meu pai diz, poder até pode, mas não deve!
Podem usar mil e um ingredientes e hoje deixo-vos uma versão com moelas e farinheira.
Espero que gostem!

Ingredientes para 8-10 pessoas

1kg de moelas de frango
1 farinheira
1 cebola grande
3 dentes de alho
1+1/2 chávena de farinha de mandioca
1 limão
1 folha de louro
salsa q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
azeite q.b.

Modo de preparação:
Coloque as moelas na panela de pressão, juntamente com a folha de louro, sal, pimenta e 2 pés de salsa. Coza por 25 minutos, aproximadamente. Deixe que as moelas arrefeçam e corte-as em pedacinhos.
Numa frigideira grande leve ao lume o azeite com a cebola e os alhos picados, sem deixar alourar.
Retire a pele à farinheira, corte-a em pedaços e junte ao refogado. Mantenha o lume médio-baixo, e vá mexendo de vez em quando até que a farinheira se desfaça e fique ligeiramente dourada.
Junte as moelas e deixe por mais uns 3 minutos, mexendo de vez em quando.
Adicione a farinha de mandioca, mexendo com frequência para que não agarre, nem fique com grumos e regue com o sumo de limão. Estará pronta quando tiver uma cor douradinha.
Rectifique os temperos de sal e pimenta.
Polvilhe generosamente com salsa picada.

Bom apetite!

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Batata doce frita


A receita de hoje não tem absolutamente truque nem segredo nenhum, serve apenas para lembrar que é um óptimo acompanhamento. Tanto faz ser frita, como assada, em puré, cozida, etc. Mas poucas são as pessoas que conheço que já a comeram frita. Se ainda não experimentaram, vão ver que vão adorar, simplesmente.
Se optarem pela batata com polpa laranja, o impacto visual é outro, quando posta na mesa. Mas o sabor é igualmente agradável quando feito com outros tipos de batata doce.
Fica óptima a acompanhar um assado de carne, como por exemplo com esta receita de Entrecosto.
Se forem como eu e gostarem das batatas bem fininhas, aqui vão ter de alterar um pouco a sua espessura. Demasiado fininhas, ficam bem rijas, quase sem se poderem trincar. Muito grossas, ficam cruas e moles por dentro.

Ingredientes para 4 pessoas:
500g de batata doce de polpa laranja
óleo de girassol q.b.

Modo de preparação:
Lave muito bem as batatas, sem retirar a casca.
Corte em rodelas com uns 3mm de espessura e coloque-as em água fria à medida que as vai descascando.
Aqueça o óleo até estar na temperatura certa (pode fazer o teste com um pouco de pão, se ao deitar o pão no óleo este ficar de imediato à superfície e com as bolhas em volta, então está na temperatura certa para adicionar as batatas).
Adicione as batatas, bem escorridas e secas com papel de cozinha.
Deixe fritar até ficarem douradinhas,
Escorra bem o óleo, coloque-as numa travessa com papel absorvente por baixo e agite para as secar bem.
Sirva de imediato.

Bom apetite!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Migas de Grelos e chouriço



Esta semana vou dar-vos ideias diferentes para acompanhamentos. Apesar da semana já ir adiantada, vou deixar-vos tal como é costume, 4 receitas. E começamos com estas migas.
Por vezes, com a pressa, acabam por fazer quase sempre arroz e massa, certo? Pois é! Mas existem tantas alternativas apetitosas e em alguns casos, muito rápidas de se preparar.
Estas migas ficam bem com assados, grelhados, cozidos, com quase tudo.. E desta vez, aqui em casa, acompanharam uma alheira com ovo!

Ingredientes para 4 pessoas:

1 molho grande de grelos (usei de nabo)
1/2 chouriço de boa qualidade
300g de broa de centeio
sal q.b.
pimenta q.b.
azeite q.b.

Modo de preparação:
Coza os grelos em água e sal, mas não deixe que fiquem demasiado cozidos nem moles.
Escorra, deixe que arrefeçam e aperte-os bem, de modo a que saia toda a água que têm. Aperte como se estivesse a torcer um pano. Corte-os em pedaços. Este procedimento pode fazer no dia anterior, caso queira adiantar.
Numa frigideira deite um bom fio de azeite e aloure o chouriço previamente picado no robot de cozinha.
Junte os grelos e mexa bem. Adicione a broa bem picada, volte a mexer até que esteja tudo bem incorporado.
Tempere com sal e pimenta a gosto.

Bom apetite!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Cheesecake de abóbora e requeijão





Chegou finalmente a sobremesa desta semana!
Para quem gosta de comer requeijão com doce de abóbora, aqui fica uma reinterpretação. É fácil, rápido, bom e pouco calórico. O que é que podemos querer mais?
Se não tiverem doce de abóbora, podem fazer um rápido em vez de o comprar. E como é para consumir rápido não precisa de ferver muito. Eu prefiro fazer, o sabor é sempre diferente e assim consigo controlar o açúcar, porque não gosto dos doces muito doces... Se é que me entendem...

Ingredientes:

200g de bolachas de aveia e maçã
65g de manteiga sem sal
350g de iogurte grego natural
150g de requeijão para barrar (usei Saloio)
100g de açúcar
3 folhas de gelatina
doce de abóbora q.b.
1 pedaço de chocolate preto
nozes em pedaços q.b.

Modo de preparação:
Coloque as folhas de gelatina de molho em água fria para que hidratem.
Pique as bolachas juntamente com a manteiga, até que se forme uma areia grossa com alguma consistência. Espalhe no findo de uma forma de mola ou de fundo amovível, calcando suavemente e não em demasia, para que não fique uma base espessa e pesada. Coloque no frigorífico enquanto prepara o recheio.
No triturador deite o iogurte, o requeijão e o açúcar. Misture bem e por fim junte as folhas de gelatina previamente derretidas (uns 4 segundos no microondas).
Deite esta mistura por cima da base de bolacha e leve ao frigorífico até solidificar.
Na altura de servir coloque o doce de abóbora por cima, bem como o chocolate preto ralado e as nozes.

Bom apetite e bom fim-de-semana!

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Creme de Abóbora com Agrião

Sim, eu sei, já sei... Mas não podem ser sempre docinhos, bolos e sobremesas!
São estas coisas saudáveis que permitem que possamos depois fazer aqueles pequenos exageros... ;)
Por isso e por muito mais que todos nós já sabemos, temos a obrigação de não as excluir, mas sim incluir obrigatoriamente todos os dias na nossa mesa.. Pelo menos aqui em casa é assim!
Confesso que um simples creme de abóbora não me chama de todo a atenção, mas com os agriões fica uma combinação de sabores que me agrada bastante. Talvez por ser o contraste de doce e amargo, talvez não sei...

Ingredientes uma sopa com 250g de abóbora:

250g de abóbora Paulista
250g de cenouras
2 cebolas médias
3 dentes de alho
50ml de azeite
150g de agrião de água (peso depois de arranjados)
sal q.b.
água a ferver q.b.

Modo de preparação:
Descasque e corte a abóbora e as cenouras em pequenos pedaços, bem como as cebolas e os alhos.
Depois de lavados e escorridos, deite numa panela com o azeite e deixe saltear, sem deixar agarrar.
Deite água a ferver de modo a que fique uns 2 dedos acima dos legumes.
Tape de deixe cozer em lume médio-baixo. Quando os legumes estiverem todos cozidos e a água tiver reduzido cerca de metade, triture bem a sopa, deixando-a bem cremosa.
Coloque mais água de modo a ajustar conforme mais gosta, mais liquida ou mais espessa. Deite os agriões, tempere com sal e deixe ferver uns 5 minutos.
Desligue e deixe repousar um pouco.
Decore com folhas frescas de agrião e sirva com palitos de broa.

Bom apetite!

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Lombo de porco recheado no forno, com abóbora e castanhas




A receita que vos deixo hoje é um lombo de porco recheado.
No recheio temos os sabores da farinheira, os pinhões, as passas e a salsa.
No acompanhamento, a abóbora, castanhas, cebolas e alhos.
Na envolvência de tudo, o vinho do porto com a canela oferecem um sabor diferente e especial. Sem se fazerem notar em grande escala, os sabores estão lá para marcar a diferença.
As abóboras e as castanhas no acompanhamento, substituem as batatas que são muitas vezes as escolhidas para este tipo de pratos.
Espero que gostem!

Ingredientes para 1 lombo de porco:

1 lombo de porco (+/- 2kg)
1 farinheira
30g de pinhões
30g de passas
1 colher de sopa de salsa picada
1 colher de sopa de sementes de coentros
1 cebola grande
6 dentes de alho
2 folhas de louro
1 pau de canela
1 dl de vinho do porto
500g de abóbora menina
250g de castanhas
sal q.b.
pimenta q.b.
azeite q.b.

Modo de preparação:
Retire a pele à farinheira e parta-a em pequenos pedaços. Junte oo pinhões, a salsa e as passas. Misture bem e recheie o lombo, previamente aberto. Enrole como de fosse uma torta e feche com fio de cozinha.
Na bancada espalhe o sal, a pimenta moída e as sementes de coentros. Passe o lombo por esta mistura, esfregando bem, de modo a que fique toda a superfície do lombo com estes os temperos.
Numa frigideira larga, deite um fio de azeite e em lume alto aloure a carne de todos os lados. Junte as cebolas em gomos finos, os alhos esmagados e ainda com a pele, a folha de louro e o pau de canela. Regue com o vinho do porto, tape e deixe em lume médio por 30 minutos.
Num tabuleiro próprio para ir ao forno coloque a toda a volta a abóbora em cubos grandes e as castanhas, previamente assadas e descascadas. Tempere com sal e regue com um bom fio de azeite.
Coloque no centro o lombo de porco e todo o conteúdo da frigideira, bem como o molho que se formou.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º, por aproximadamente 1h. Vá regando a carne e os acompanhamentos com o molho que se forma no tabuleiro.
Sirva em fatias, acompanhado com arroz solto e salada de alface.

Bom apetite!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Muffins de Abóbora




E esta semana vamos para outro tema.... Abóbora!
Vou deixar-vos 4 receitas: 2 doces e 2 salgadas.
Estamos em plena altura de abóbora, de muitos tamanhos, feitios, cores e sabores. Portanto há que aproveitar para variar nos petiscos e não fazer apenas doce de abóbora (que eu gosto muito, atenção!)
E a primeira é a receita doce!! Vamos lá!

Ingredientes para 20 muffins;

4 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de puré de abóbora
2/3 chávena de óleo de girassol
1/4 chávena de leite
3 chávenas de farinha
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de café de noz moscada
1 colher de café de sal
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
100g de queijo creme
1 iogurte natural

Modo de preparação:
Na batedeira bater os ovos com o açúcar até obter um creme fofo e esbranquiçado. Reduza a velocidade e junte o puré de abóbora, o óleo e o leite.
Peneire para uma taça a farinha, a canela, a noz moscada, o sal e o bicarbonato de sódio. Junte delicadamente estes ingredientes, com uma colher de pau, à mistura anterior, sem bater.
À parte misture o queijo creme com o iogurte (se quiser pode adicionar uma ou duas colheres de sopa de açúcar, mas eu gosto assim, sem açúcar).
Deite a massa em formas previamente untadas, enchendo apenas metade da altura. Deite por cima uma colher de sobremesa da mistura de queijo e iogurte. Volte a deitar mais uma colher de massa de modo a cobrir o queijo.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º, por 30 minutos aproximadamente.
Retire e deixe arrefecer numa rede antes de desenformar.
Antes de servir polvilhe com açúcar e canela em pó.

Bom apetite!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Quattro Formaggi


Em alguns casos, menos é mais e este caso é um bom exemplo disso. E porquê? Porque pela foto, vemos um prato com massa e um molho branco que podia ser só natas, ou bechamel, ou qualquer coisa assim... Mas não! Para mim, é a massa das massas! E para o J também...
Acredito que éramos capaz de a comer todos os dias se não fosse tão calórica.
Quando vamos às compras, costumamos passar à frente a secção dos queijos para não cair na tentação, porque caso contrário, lá vem o gorgonzola, ou roquefort, ou parmesão, ou emmental, ou taleggio, ou provolone, ou gruyère, ... Ai, que tentação! Quem gosta de queijos como se gosta aqui em casa, entende-me perfeitamente, certo?

Ingredientes para 4 pessoas:

500g massa (usei Garofalo Radiatori)
200ml de leite
200g queijo creme Philadelphia
100g queijo Gorgonzola
80g queijo Emmental
80g queijo Permesão
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Coza a massa em água a ferver e sal, seguindo o tempo indicado na embalagem).
Prepare os queijos, parta o gorgonzola em pequenos pedaços e rale o emmental e parmesão.
Num tacho leve ao lume o leite e quando estiver bem quente (mas sem ferver), adicione o queijo creme.
Mexa bem até que se dissolva e adicione os outros 3 queijos. Não pare de mexer para que não agarre no fundo e para que não talhe.
Assim que estiverem todos os queijos bem dissolvidos, retire do lume, tempere com um pouco de pimenta e sirva de imediato com a massa escorrida.
Não vai ser preciso nada para enfeitar!

P.S.: Pode optar por substituir o queijo creme por 200ml de natas, adicionando assim um outro tipo de queijo que goste. Mas ao fazer assim, eu consigo um molho também com a cremosidade que as natas oferecem, mas com mais um sabor a queijo. São dois em um...
Ah, outra coisa: por aqui não se costuma ralar o parmesão, mas sim partir em pedacinhos, porque gostamos de sentir uns pedacinhos no molho, como podem ver na foto...

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Atum Milaneza



Lembro-me das minhas primeiras aventuras sozinha na cozinha...
Lembro-me da minha mãe dizer "O que é que andas a fazer?"...
Lembro-me de estar rodeada de livros de receitas que haviam lá por casa...
Lembro-me de fazer massa com atum!
Lembro-me que adorei!
Claro que com o passar do tempo, fui aperfeiçoando, e é mesmo assim que gosto da massa com atum...

Ingredientes para 4 pessoas:

500g de esparguete
2 bifes de atum fresco
2 cebolas
4 dentes de alho
4 tomates maduros
1 limão
1 dl de vinho branco
orégãos secos q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
azeite q.b.
salsa q.b.

Modo de preparação:
Coza a massa em água a ferver e sal, seguindo o tempo indicado na embalagem.
Parta os bifes de atum em cubos e tempere-os com sal, pimenta e sumo de limão. Deixe a marinar enquanto prepara o molho.
Pique a cebola e os alhos grosseiramente e leve ao lume num tacho com o fundo coberto com azeite.
Quando alourar ligeiramente junte os tomates sem pele e triturados grosseiramente na picadora.
Deixe ferver uns 5 minutos, mexendo com frequência. Adicione o vinho e o atum, reduza o lume e deixe por 15 minutos. Tempere com sal, pimenta e os orégãos a gosto.
Sirva com a massa e polvilhe com salsa fresca picada.
Não necessita de fazer com esparguete preto, mas neste dia foi o que se fez cá em casa... E confesso que com atum, prefiro com esparguete normal..

Bom apetite!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Carbonara





Cogumelhos frescos, bacon daquele bem caseiro de Ponte de Lima, esta massa fantástica e aquele molho delicioso, resultam numa carbonara absolutamente divinal!
Só falta mesmo pegar no prato com uma mão, com a outra o garfo, sentar no sofá e... hummm, está mesmo bom!!

Ingredientes para 4 pessoas:

500g de massa (usei Garofalo Fussili Bucati Corti)
150g de cogumelos frescos
100g de bacon
200g de fiambre em cubos
3 ovos
4dl de natas
100g de queijo parmesão
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Coza a massa em água a ferver e sal, seguindo o tempo indicado na embalagem.
Numa frigideira coloque o bacon em lume médio-alto e deixe saltear, deixando-o ligeiramente dourado. Adicione os cogumelos previamente lavados e cortados em lâminas. Quando estiverem quase cozinhados, junte o fiambre. Reduza o lume para o mínimo enquanto prepara o molho.
Bata muito bem os ovos com as natas, tempera com sal, pimenta e adicione em fio à frigideira. Sem parar de mexer, deixe por 1 ou 2 minutos, só até que os ovos cozinhem, mas atenção para que não os deixe talhar.
Sirva de imediato com a massa, polvilhado com queijo parmesão em lascas.

Bom apetite!

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Massa preta com gambas e ananás


Se me perguntarem quais os tipos de cozinha que mais gosto, além da portuguesa claro, talvez sejam a italiana e francesa. Na cozinha italiana, claro está, as massas, pizzas e algumas guloseimas. Na cozinha francesa, as sobremesas, claro! Em ambas, os queijos! Ai, ai... 
As próximas semanas, aqui no Pimenta às Riscas, serão temáticas, dedicadas a algum tema ou ingrediente. Claro que não os vou desvendar já, vão ter de esperar para ver... Mas antes disso e enquanto a água vai crescendo na boca, vamos dar inicio à semana da massa.
Esta semana vou deixar-vos os 4 pratos de massa que mais gosto. Massa é massa, mas estes 4 pratos são os meus predilectos!

Ingredientes para 4 pessoas:

1 pacote de esparguete preto
24 gambas 20/30
2 fatias largas de ananás dos Açores
2 dentes de alho
1 malagueta
1 cerveja 20cl
100g queijo Philadelphia
1 cálice de whisky
1 limão
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Aqueça água e quando ferver introduza o esparguete. Esteja atendo para que o deixe al dente.
Descasque os camarões, deixando apenas a cauda. Elimine a tripa. Tempere os camarões com um pouco de sal, pimenta e sumo de limão. Reserve.
Leve as cascas ao lume, alourando-as em azeite. Junte a cerveja, deixe em lume médio e vá esmagando com um pilão ou esmagador de batata. Deixe o álcool evaporar e o molho reduzir um pouco. Passe tudo na varinha mágica e coe muito bem com um passador de rede. Leve de novo ao lume, junte o queijo creme e mexa muito bem para que fique bem incorporado. Tempere com sal e pimenta a gosto e reserve.
Numa frigideira larga, deite um bom fio de azeite e os dentes de alho esmagados, mas ainda com a casca e a malagueta (seca ou fresca, como mais gostar). Quando aquecer, junte os camarões e deixe por 2 minutos sem mexer. Vire-os e junte o ananás em pedaços. Passados mais 2 minutos, junte o whisky e pegue fogo com cuidado. Deixe que este se apague sem mexer. Apague o lume, rectifique o tempero de sal, pimenta e sumo de limão.
Sirva massa com as gambas, o ananás e o molho.

Bom apetite!

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Puré de Couve-Flor


Este puré é perfeito para enganar as crianças que dizem que não gostam deste legume.. E é perfeito para enganar os maridos que dizem que não gostam deste legume... :):)
Sim, o J também dizia que não gostava mas em puré já come e repete!
Quem não sabe, passa perfeitamente por puré de batata. Sei que o sabor dos dois legumes não é de todo parecido, mas o que não sei é porque em puré fica tão parecido...
Experimentem!

Ingredientes para 1 couve flor grande:
1 couve-flor grande
1dl de leite
1 colher de sopa de manteiga
noz moscada
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Retire as folhas verdes e corte a couve em pedaços não muito pequenos. Leve ao lume a cozer em água e sal.
Quando estiver cozida, escorra muito bem e passe para o liquidificador (ou robot de cozinha) e triture bem de modo a que não se vejam quaisquer pedaços. Passe novamente para o tacho, junte a manteiga, o leite ( não deite todo de uma vez porque não ser necessário todo, dependendo do tamanho da couve), tempere com noz moscada moída na altura e pimenta a gosto. Mexa bem, deixe ferver e desligue imediatamente. Rectifique o sal, se for necessário!
Polvilhe com salsa, se gostar.
Fica óptimo a acompanhar tanto peixe como carne, experimentem!