quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Frango assado, sem sair de casa!


Estou absolutamente rendida à função que o meu forno tem para ligar e desligar à hora que eu quero. E esta receita é super super fácil, sem dar trabalho nenhum! Melhor ainda, duas coisas que não dão trabalho...
Se eu sei que não vou ter tempo para fazer jantar, preparo o frango, deixo temperado e dentro do forno.
Quando chego a casa... voilá! Frango assado para o jantar! Huumm, que cheirinho! Este foi feito só com as pernas e coxas porque o resto teve outro destino..
Acabaram-se as desculpas para comprar frango assado ou mandar vir comida..

Ingredientes para 4 pessoas:

4 pernas grandes de frango, com coxa
1 limão (sumo e raspa da casca)
1 colher de chá de sal
1 colher de café de pimenta acabada de moer
4 colheres de sopa de azeite

Modo de preparação:
Coloque o frango num tabuleiro ou travessa própria para o forno e dê um golpe em cada perna e em cada coxa.
Quanto aos restantes ingredientes coloque-os todos num almofariz e triture bem, para que o sal se desfaça e todos os ingredientes se misturem bem. Barre o frango com este molho e leve ao forno a 180º, por 1h30m, aproximadamente. Antes de terminar, regue com o molho e deixe tostar a pele até ao ponto que mais gostar. Este ficou bem estaladiço e crocante, e com uma cor dourada absolutamente deliciosa!
Sirva com o que qualquer frango assado tem direito: arroz e batatas fritas!

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Folhadinhos de chocolate



Hoje deixo-vos mais uma ideia para uma sobremesa rápida. Mais uma que pode servir para o "Socorro tenho visitas". Não que tenha muita teoria, mas é mais uma alternativa. Podem juntar frutos secos, coco, fazer só com fruta, compotas, etc. Estes foram bem simples, só com chocolate.
Confesso que o motivo da sua confecção não foram visitas surpresa, mas sim, apetite surpresa... :):)

Ingredientes:
1 placa de massa folhada
100g de chocolate culinário Pantagruel
1 ovo
açúcar em pó q.b.

Modo de preparação:
Estenda a massa até obter um rectângulo com a espessura desejada, aproximadamente 2 ou 3mm. Corte em pedaços iguais. Parta o chocolate em pedaços e distribua por metade da massa.
Com um pouco de água nos dedos passe a toda a volta da massa, no rebordo. Cubra com as restantes partes de massa, barre a superfície com o ovo batido e leve ao forno num tabuleiro forrado com papel vegetal, a 180º, por 10 minutos ou até que a massa cresça e fiquem douradinhos. Polvilhe com açúcar em pó.
Sirva como sobremesa, acompanhado de uma bola de gelado, ou apenas como pequenas bolachas a acompanhar o café, são só algumas ideias.

Bom apetite!

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Entrecosto estaladiço no forno



Só de ver a foto, dá vontade de voltar a por a mesa e repetir esta belíssima refeição, mas o tabuleiro ficou vazio... Aliás, com os ossos...
É realmente fabulosa esta receita. A mistura de todos os ingredientes, bem espalhados por toda a carne, e com o calor uniforme do forno, resulta nisto... Só provando mesmo!!
De comer e... comer e... comer...
Experimentem!

Ingredientes para 6 pessoas:

2kg de entrecosto
1 colher de sopa bem cheia de mel
4 colheres de sopa de vinagre balsâmico
4 colheres de sopa de azeite
1 colher de chá de sal
1/2 colher de café de pimenta
1 colher de sobremesa de massa de pimentão
1 colher de sobremesa de mostarda
1 limão (sumo e raspa)

Modo de preparação:
Quando comprar o entrecosto, peça para o partir em pequenos pedaços, como se fosse para grelhar, separando a carne entre cada osso. Coloque a carne num tabuleiro próprio para ir ao forno.
Num almofariz junte todos os restantes ingredientes, mexa bem com o pilão de modo a que fique bem emulsionado. Com um pincel, barre bem todos os pedaços de carne.
Leve o tabuleiro ao forno a 180º por 1 hora. Depois, tape com uma folha de alumínio e deixe por mais 1h30m. Este tempo poderá ter de ser alterado caso o entrecosto tenha mais ou menos carne, mas poderá testar puxando um pouco de carne do osso, se esta se descolar facilmente sem deixar carne no osso, está no ponto!
Aqui foi acompanhado de batata doce frita, uma delícia...

Bom apetite!

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Esparguete à bolonhesa: O Meu!...



Sim, mais uma receita de bolonhesa, deve ser o que estão a pensar não? Provavelmente...
Mas, esta é a minha... Porque não gosto com muito tomate, porque não gosto com molhos de natas nem bechamel, porque não gosto com várias carnes, e por muitas outras coisas. Esta é a minha receita, que é feita desde há muitos anos e que nunca, nunca sobra!

Ingredientes para 6 pessoas:

1kg de carne de vaca de boa qualidade, picada.
2 cebolas
2 dentes de alho
4 tomates grandes bem maduros
1 limão
1 folha de louro
2 dl de vinho branco
1 molho de salsa
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
1 fatia de queijo parmesão

Modo de preparação:
Cubra o fundo de um tacho com azeite, junte a cebola e os alhos, ambos picados (gosto de picar à mão para não ficar com aquele líquido que se forma quando picamos na picadora...) e leve ao lume. Deixe a cebola começar a alourar, junte o louro e a carne. Agora é a parte importante: Mexa bem, com uma colher de pau, fazendo movimentos de como se estivesse a esmagar a carne contra ela própria, isto para que ela se desfaça mesmo toda muito bem sem que fiquem pedaços maiores. Tape, deixe por 2 minutos e volte a mexer bem. Repita este processo, sempre em lume médio até que veja que a carne está toda bem separada, bem miudinha.
Junte os tomates, sem pele, em pedaços, tempere com sal e pimenta a gosto, tape o tacho e mantenha o lume médio por mais 20m, mexa de vez em quando.
Passado este tempo, junte o vinho branco, reduza o lume para baixo e deixe que a carne fique bem estufada e tenra, o que pode demorar mais uns 20m, mexendo também de vez em quando.
Uns minutos antes de servir, adicione a raspa bem fina da casca do limão, o sumo do limão e a salsa picada.
Quando servir com o esparguete, que deve estar al dente, raspe o queijo parmesão, em lascas mais grossas e deixe que o calor da carne faça o resto....

Buon appetito!!

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Bolo de Batata Doce



Estamos na época da batata doce, e há que a aproveitar porque é realmente boa... Cozida, assada, frita, em bolos ou mesmo pudins, é óptima!
E neste bolo, a grande diferença é o facto de o bolo ficar mais húmido. Não se sente o aroma da batata como se a estivéssemos a comer cozida ou assada, mas o travo está lá...
Experimentem!

Ingredientes:

500g de puré de batata doce
3 ovos médios
80g de manteiga sem sal Primor
1+1/4 chávena de farinha
1+1/2 chávena de açúcar
200ml de leite 
100 de coco ralado
1 colher de café de baunilha
1 colher de sobremesa de fermento
açúcar em pó q.b.
canela em pó q.b.

Modo de preparação:
Aqueça o leite e deite por cima do coco ralado, mexa bem e deixe assim em infusão por 30 minutos.
Descasque as batatas, e coza-as em água com uma pitada de sal. Escorre e desfaça-as em puré.
Separe as gemas das claras e bata na batedeira  as gemas com a manteiga até obter um creme fofo. Junte o leite com o coco e a baunilha. Adicione o puré de batata e mexa com pouca velocidade até que fique tudo muito bem incorporado.
Bata as claras em castelo bem firme e junte-as delicadamente, com uma colher de pau, à mistura anterior, alternando com a farinha peneirada com o fermento.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º, numa forma rectangular ou quadrada, com o fundo forrado com papel vegetal, por aproximadamente 40 minutos. Verifique se o bolo está cozido utilizado o teste do palito. Se este sair sem grumos, está pronto.
Desligue o forno, deixe o bolo ainda lá dentro, mas com a porta do forno aberta por 10 minutos. Depois, desenforme retire o papel vegetal e deixe arrefecer completamente.
Corte em quadrados e polvilhe com açúcar e canela em pó!

Vai resistir?

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Trouxas de novilho com cogumelos



Podia fazer esta receita, estufando apenas a carne e servir com a couve cozida ao lado, mas como os olhos também comem, há que variar na apresentação de vez em quando.
Além de que para as crianças (ou mesmo adultos) mais persistentes às verduras, acham piada e acabam por comer...

Ingredientes para 4 pessoas:

8 folhas grandes de couve lombarda
500g de novilho
150g de cogumelos Portobelo frescos
1 cebola grande
2 cenouras grandes
2 dentes de alho
1/2 molho de salsa
1 dl de vinho branco
0,5 dl de vinho tinto
1 colher de chá de mostarda
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Num tacho, cubra o fundo com azeite e junte a cebola e os alhos picados. Assim que começar a alourar junte a cenoura em rodelas e deixe por 2 minutos em lume médio.
Adicione a carne em pedaços, tempere com sal, pimenta e junte o molho da salsa. Quando começar a ferver, reduza o lume para baixo e deixe por 30 minutos. Regue com o vinho branco, vire a carne e deixe que termine de estufar (mais 30 minutos, aproximadamente, mas poderá ser mais ou menos dependendo da qualidade da carne).
Escalde as folhas de couve em água a ferver por 2 minutos, escorra  e sobreponha-as duas a duas.
Quando a carne estiver pronta, retire os pedaços para um tábua, deixando todo o molho no tacho e parta a carne em pedaços pequenos, sem desfiar.
Numa frigideira coloque um fio de azeite e quando estiver quente, junte os cogumelos em pedaços. Vá mexendo para que libertem grande parte da humidade. Regue com o vinho tinto, deixe ferver e desligue o lume.
Sobre 2 folhas de couve coloque um pouco de carne e de cogumelos, enrole bem e feche as trouxas com 2 palitos. Repita a operação para as restantes folhas.
Coloque as trouxas no tacho onde cozinhou a carne, sobre o molho que ficou, junte 2 dl de água, rectifique os temperos, tape e deixe cozinhar por uns 20 minutos ou até que a couve esteja tenra.
Sirva com arroz e uma salada.

Bom apetite!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Doce Especial de Pêra




Hoje deixo-vos mais um doce de fruta. O aroma que fica por toda a casa é absolutamente fantástico...
As pêras são Rocha do Oeste, as laranjas do Algarve, os limões de Viana do Castelo, o vinho do Douro...
Porque é especial? Porque sim! Porque o cardamomo dá-lhe um sabor bem especial, bem como a conjugação de todos os restantes ingredientes.
Se não tiverem as sementes de cardamomo em casa, comprem! Não omitam esta parte na receita, porque a diferença de aroma vale mesmo a pena. Além de que podem depois juntá-las a outras receitas de bolos, ou até mesmo carne ou peixe.

Ingredientes para 2 frascos grandes:

1,5kg de pêras-rocha (já descascada e descaroçada)
500g de açúcar amarelo
10 sementes cardamomo
1 laranja grande + metade de outra
1 limao
1 pau canela
1 cálice vinho porto

Modo de preparação:
Depois de descascar as pêras, corte-as ao meio e retire o caroço. Coloque-as todas em metades num tacho largo, deite o açúcar por cima, o sumo e a raspa bem fina da laranja, a casca do limão, a canela, o vinho do porto e as sementes de cardamomo.
Leve ao lume médio. Quando começar a ferver, baixe o lume para baixo e deixe por 3h, aproximadamente, mexendo frequentemente, mas com cuidado para que as metades não se partam.
Assim que se formem umas bolhas maiores e a sua cor esteja bem douradinha, tal como na foto, está pronto! Retire o pau de canela, a casca do limão e as 10 sementes de cardamomo (é importante que saiba quantas colocou para que depois as possa retirar todas).
Coloque o doce em frascos herméticos esterilizados, bem secos, tape com uma rodela de papel vegetal, pressione levemente para sair algum ar que possa ter, feche e volte-os para baixo para que crie vácuo. Deixe assim durante a noite até que arrefeça completamente.

Espero que gostem!

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Empadão de Pato


O pato que tinha encomendado à C, estava ali à espera que fosse para arroz de pato, mas apetecia-me puré... E também tinha as couves ali a olhar para mim... Hummm... ideia aqui, ideia ali. Empadão!
E sabem que mais? Soube a pato!

Ingredientes para 4 pessoas:

1 pato pequeno
2 cebolas
2 dentes de alho
1kg batatas
1 couve portuguesa pequena
1 cerveja 20cl
1 ovo
1 laranja
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Coloque o pato a cozer na panela de pressão em água, sal, pimenta e 1 cebola pequena. Quando estiver cozido, retire a pele e os ossos e parta toda a carne em pedaços.
Num tacho coloque 1 fio de azeite e 1 cebola picada finamente. Assim que a cebola começar a ganhar cor, junte os alhos picados e o pato. Quando aquecer bem, junte a cerveja e o sumo da laranja, deixe ferver um pouco. Tape, reduza o lume para médio-baixo e deixe assim por uns 15 minutos.
Separe as folhas da couve, leve-as bem e coza em água e sal. Escorra, parta em pequenos pedaços e reserve.
Coza as batatas e depois de cozidas, prepare o puré ao seu gosto.
Num tabuleiro próprio para ir ao forno, coloque o pato juntamente com o molho que se formou ao refogar. Por cima espalhe as couves e termine com o puré. Barre toda a superfície com a gema do ovo e leve ao forno a 180º por uns 10 minutos ou até que se forma uma crosta fina e ligeiramente dourada.

Bom apetite!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Musse de Chocolate



Quando temos uns minutos podemos preparar este clássico que todos adoram. A preparação é rápida, apenas necessita de estar umas horas no frigorífico, por isso pode prepará-la no dia anterior para adiantar a sobremesa para o almoço ou jantar do dia seguinte; pode fazê-la de manhã para estar pronta a comer como sobremesa ao almoço...
E porquê esta receita? Tenho tantas outras, que também gosto, mas esta é a da minha mãe, que é a melhor... Esta é esta!
Nem os miúdos ou graúdos vão resistir!

Ingredientes para 8 pessoas:
6 ovos
125g de açúcar
125g manteiga sem sal Primor
200g de Chocolate Pantagruel
frutos secos q.b.

Modo de preparação:
Separe as gemas das claras e bata as gemas muito bem com o açúcar, de modo a obter um creme leve, fofo e quase branco.
Derreta a manteiga e o chocolate em banho-maria mexendo com frequência (pode fazer este procedimento no microondas por períodos de 30 segundos, mexendo entre cada um deles).
Com um colher de pau ou espátula junte esta mistura de chocolate à gemada de modo a que fique tudo bem incorporado.
Bata as claras em castelo bem firme e adicione ao preparado anterior, cuidadosamente para que o ar das claras não se perca. Distribua por taças individuais ou coloque numa só. Leve ao frigorífico por algumas horas para que solidifique.
Na altura de servir, se gostar sirva com frutos secos, partidos grosseiramente.

Bom apetite!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Sopa de Peixe



Com a  visita dos tios do J, de França, tinha de lhes dar algo bem português para comer, mas as opções eram tantas que estava a ficar cada vez mais indecisa. No meio de tantas hipóteses para a sopa e para o prato de peixe, lembrei-me de fazer sopa de peixe e tinhamos 2 pratos num só! É algo que sei que lá não têm muito o hábito de comer e sabia que eles estavam ansiosos pelo bom peixe Portugês. Está decidido!

Ingredientes para 6 pessoas:

350g Tamboril
250g Cação
500g Lulas
12 Camarões
2 mãos cheias de massa cotovelinhos
1 cebola grande
3 dentes de alho
4 tomates bem maduros
1 cerveja mini
1 molho de coentros
1 limão
1 tira de pimento vermelho
2 folhas de louro
3 pés de salsa
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Coza o peixe em água, sal, 1 folha de louro e a salsa. Quando o peixe estiver quase cozido, junte os camarões e deixe mais 2 minutos. Não deixe cozer demasiado, se for necessário vá retirando o peixe à medida que estiver cozido. Escorra, coe a água da cozedura e reserve ambos.
Num tacho leve ao lume o azeite, a cebola e os dentes de alho picados. Assim que a cebola começar a ficar translucida, adicione os tomates sem pele e em pedaços, bem como o pimento. Deixe refogar um pouco e quando o tomate estiver quase desfeito junte a cerveja. Assim que o álcool evaporar, junte a água da cozedura do peixe, deixe levantar fervura e retire do lume. Triture tudo com a varinha mágica. Acrescente mais água, se for necessário (depende da quantidade do caldo te obteve com a cozedura, mas deverá adicionar um total de 1,5l).
Parta o peixe em pedaços, não muito pequenos porque ao adicionar e mexer a sopa, ainda se vai desfazer mais. Corte as lulas em rodelas e descasque os camarões, deixando-os inteiros.
[Apesar de ser rápido pode fazer todo este processo no dia anterior, reservar e depois no próprio dia terminar, se quiser adiantar uma refeição]
Assim que a água ferver junte a massa, o sal e a pimenta. Quando a massa estiver quase cozida, adicione o peixe, os camarões, os coentros bem picados e regue com o sumo do limão. Deixe 2 minutos e depois retire do lume. Sirva de imediato.

Bom apetite!

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Vitela à moda de Lafões

Durante anos, sempre que comia este prato, ficava absolutamente maravilhada com o seu sabor e com a carne incrivelmente tenra.
Não sei porquê mas nunca tentei sequer fazê-lo em casa nem sequer procurar como se fazia. Não sei se pensava que para obter um resultado daqueles, seria preciso um super truque da avózinha, super bem guardado no segredo dos deuses que eu nunca iria conseguir descobrir... enfim, limitava-me a comer no restaurante e pronto!
Até que um dia, num ataque de teimosia minha lá decidi pesquisar. O que encontrava não me fazia sentido nenhum e decidi perguntar a um cozinheiro que a faz também muito bem. E ele confirmou, é assim mesmo!
A fotografia não consegue de forma nenhuma transmitir a carne super suculenta, tenra e os sons à volta da mesa "hummm".
Prometam-me que vão experimentar!

Ingredientes para 6 pessoas:

1,5kg de vitela já limpa (aba da costela)
1 cebola grande
sal grosso (2% do peso da carne)
2 colheres de sopa de azeite
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Limpe bem a carne, retirando todas as gorduras e cartilagens com uma faca bem afiada, ou peça no talho para o fazer. Pode também fazer com outra peça do animal, mas acredite que não é a mesma coisa, eu própria já confirmei.
Num recipiente de barro coloque no fundo a cebola em meias luas, o azeite e coloque a carne em pedaços por cima. Tempere com o sal e a pimenta e encha o recipiente com água até 3/4 da altura da carne.
Leve ao forno pré-aquecido a 200º e deixe por 2h30m, aproximadamente (aqui tem sido quase sempre 3h). Tem de ir virando os pedaços de carne que que cozinhem uniformemente e não queimem.
Para o acompanhamento pode escolher qualquer um porque combina perfeitamente: arroz, batatas assadas, puré de batata, batatas fritas... Desta vez foi o puré o eleito!

Bom apetite!

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Palmiers de Chouriço




Hoje deixo-vos uma receita que não tem muita ciência, mas que por vezes por ser tão simples acabamos por nos esquecer!
Estes palmiers foram recheados com chouriço, mas na versão salgada podem ser de muitas outras coisas, tais como, tomate seco, ervas, azeitonas, etc... Ficam sempre saborosos, a sua forma é sempre apreciada por todos e ficam sempre bem em qualquer mesa, quer seja mais formal, ou com os amigos ou apenas para para uma ceia a dois, como foi o caso desta vez cá em casa.

Ingredientes para 15 palmiers pequenos:

1 placa de massa folhada
1 chouriço pequeno (+/- 100g)
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinho tinto
1 colher de café de mostarda
1 ovo

Modo de preparação:
Retire a tripa ao chouriço, pique-o na picadora e leve ao lume numa frigideira com o azeite. Deixe saltear, mexendo sempre. Adicione o vinho e a mostarda e deixe que o álcool evapore. Retire do lume, passe para uma taça e deixe arrefecer quase por completo.
Estenda a massa até obter a altura desejada, dando-lhe a forma de um rectângulo.
Espalhe bem a mistura do chouriço por cima, cobrindo bem toda a área. Enrole a massa (pelos lados mais curtos), primeiro um dos lados, só até metade e depois o outro lado.
Com um pouco de água nos dedos, passe na massa, onde ambos os lados se vão juntar, para que ajude a "colar". Corte fatias com 1cm de largura e coloque os pequenos palmiers num tabuleiro forrado com papel vegetal, pincele com o ovo batido e leve ao forno a 180º por 20 minutos aproximadamente.

Bom apetite!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Sobremesa Socorro Tenho visitas!





Quem é que já não teve visitas surpresa? Ou até mesmo sem ser surpresa, certamente já vos aconteceu perderem demasiado tempo com a preparação da refeição e quando olham para o relógio já não dá tempo para preparar nada doce? Pois é, para estas situações existem muitas soluções e hoje deixo-vos uma delas.
E prepara-se mesmo antes de servir, enquanto alguém retira os pratos da mesa...
Um misto de quente e frio, doce e amargo...

Ingredientes para 4 pessoas:

8 palitos de champanhe
4 cafés
4 bolas de gelado Doce de Leite
framboesas q.b.
pistácios q.b.

Modo de preparação:
Coloque em taças individuais os palitos partidos ao meio (2 palitos por taça). Tire os cafés e deite um café sobre cada uma das taças, deixando que os biscoitos o absorvam.
Por cima coloque uma bola de gelado e os pistácios em pedaços. Termine com as framboesas inteiras e sirva de imediato!
Vão adorar, acredite!

Bom apetite!

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Empada de Cozido à Portuguesa





Com a visita surpresa dos papás, irmãs e cunhado, e com a mesa cheia, claro que sobrou comida...
E ainda por cima cozido à portuguesa...
E ainda por cima adoro as empadas de cozido do JA...
E?? O que me impedia?? Nada!! Empadas para o jantar...


Ingredientes para 1 tarteira de 25 cm de diâmetro:

500g de farinha
50g de banha ou manteiga
5 colheres de sopa de azeite
2 ovos
água morna q.b.
1/2 colher de chá de sal
restos de cozido (frango, carne de vaca, entrecosto, chouriço, farinheira, cenoura, couves...)
1 chávena de caldo da cozedura o cozido

Para a massa aqueça o azeite com a banha, sem ferver. Numa taça coloque a farinha e o sal, faça uma cova no meio, deite o azeite com a banha e mexa bem com uma colher de pau. Junte os dois ovos e mexa até estar tudo bem ligado. Adicione algumas colheres de sopa de água para que a massa fique mais fácil de moldar mas sem ficar demasiado mole (a quantidade de água varia consoante o tamanho dos ovos e da qualidade da farinha). Pode passar para a bancada de cozinha para que seja mais fácil amassar. Forme uma bola, e deixe repousar dentro da tigela tapada com um pano, por 1 hora aproximadamente.
Entretanto prepare as carnes e legumes do cozido, desfaça-as bem miudinhas e leve ao lume numa frigideira com um fio de azeite. Deite o caldo do cozido e deixe aquecer bem. Se não tiver caldo do cozido adicione mais azeite e junte vinho branco.
Estenda a massa com o rolo da massa até ter a altura de uma moeda de 1 euro, forre o fundo de uma tarteira (untada com azeite), forrando também os lados. Coloque o recheio dentro e tape com uma rodela de massa. Aperte bem as extremidades para que fique bem selado. Pode enfeitar a tarde com restos de massa, se quiser.
Leve ao forno a 180º por 30 minutos ou até que a massa esteja cozida e ligeiramente dourada.
Sirva com uma salada.

Bom apetite!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Medalhões de Peixe em Coentrada


Hoje regressamos ao peixe..
Depois de uns dias cheios de chocolate e muita carne, estava desejosa de um peixinho saboroso, simples e rápido.

Ingredientes para 4 pessoas:

700g de filetes de peixe espada (ou outro peixe que goste)
600g de batatas para cozer
2 cenouras
2 cebolas grandes
2 dentes de alho
2 limões médios
1 molho de coentros
1/2 colher de chá de farinha maizena 
1/2 chávena de água
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Tempere os filetes com sal e pimenta e deixe assim durante a manhã ou tarde.
Coza das batatas e as cenouras em água e sal.
Numa frigideira larga, coloque o azeite de modo a cobrir o fundo, junte a cebola picada e os alhos laminados. Assim que a cebola começar a alourar adicione os filetes (cortados em pedaços de 8-10cm, aproximadamente). Tape e deixe suar uns 2 minutos.
Dilua a farinha maizena na água, junte o sumo dos limões e deite este caldo por cima do peixe. Vire-os, tape, reduza o lume para médio-baixo e deixe assim por uns 10 minutos.
Na altura de servir, polvilhe generosamente com os coentros bem picados e acompanhe com as batatas e as cenouras cozidas.

Bom apetite!