quarta-feira, 31 de julho de 2013

Queijo Camembert com figos, mel e pistáchios...


Esta pequena delícia pode servir para uma entrada, para um petisco a dois, para incluir num brunch...
Tem é de ser quentinha, bem acabadinha de sair do forno. Hummm...
O azeite tempera o queijo, o mel tempera o figo e o vinagre balsâmico conjuga os dois extremos: o doce e o salgado!

Ingredientes para 1 queijo:
1 queijo Camembert
1 figo maduro
10 pistácios
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Coloque o queijo num recipiente que possa ir ao forno e que dê também para servir à mesa.
Dê uns golpes no queijo, no topo, de forma a que fiquem uns quadrados marcados e regue com o azeite.
Coloque o figo por cima, cortado em quatro, regue com o vinagre balsâmico, o mel e polvilhe com os pistácios partidos grosseiramente. Tempere com sal e pimenta e leve ao forno a 180º por 20 minutos, aproximadamente, ou até que o queijo esteja bom para barrar.
Sirva com tostas de pão caseiro.

Espero que gostem!

terça-feira, 30 de julho de 2013

Strudel de Alheira

Aqui deixo-vos uma maneira diferente de comer alheira... Strudel de alheira!
Tem a alheira, tem os grelos, tem o tomate, a salada... e tem ananás (fresco, não enlatado!) que gosto de juntar porque dá um toque fresco e muito agradável a todo o conjunto.
A alheira estava lá no frigorífico, solitária a pedir atenção e foi o que se fez!

Ingredientes para 2 pessoas:

1 alheira (usei de caça)
1/2 molho de grelos de nabo
6 folhas de massa brick
1 tomate
1 rodela de ananás
azeite q.b
manteiga q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Coloque uma panela com água e sal ao lume. Lave e escorra os grelos e deite-os na água quando ferver.
Enquanto cozem, tire a pele à alheira e coloque-a em pedaços numa frigideira com um fio de azeite. Deixe alourar um pouco.
Corte o tomate (devidamente limpo de grainhas) em cubos e corte uma rodela de ananás também em pequenos pedaços. Reserve ambos.
Retire os grelos, escorra muito bem, corte em pedaços pequenos e junte-os à alheira. Se for necessário adicione um pouco da água da cozedura dos grelos para envolver tudo.
Fora do lume adicione o tomate e o ananás. Rectifique os temperos.
Prepare as folhas de massa, sobreponha 3 folhas e entre cada uma delas unte com manteiga com a ajuda de um pincel. Repita a operação. Corte cada um dos rectângulos em dois de modo a que fiquem 2 quadrados, assim ficará com 4 bases.
Coloque um pouco do recheio na ponta de um dos quadrados, dobre os lados sobre o recheio e enrole. Repita a operação para os outros 3 quadrados de massa.
Leve ao forno quente em tabuleiro forrado com papel vegetal, por 10 minutos aproximadamente, ou até que fiquem dourados e estaladiços.
Acompanhe com uma salada de alface, rúcula e agrião.

Et voilà!

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Mac-Viana

Hoje cá em casa os apetites pediam hambúrguer no pão e para quê ir comer fast-food quando podemos fazer em casa de forma mais saborosa, saudável e económica?
Então foi o que se fez e em 5 minutos estava o jantar feito, as pernas esticadas em frente à TV, batatas fritas, comando, telemóveis, companhia... acho que não falta nada!

Ingredientes para 2 pessoas:

2 hambúrgueres
2 pães
2 rodelas de ananás
2 rodelas de tomate
2 fatias de queijo brie
1 dente de alho
cogumelos frescos q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.
azeite q.b.

Modo de preparação:
Aquecer bem uma placa e grelhar os hambúrgueres temperados de sal, pimenta e um pouquinho de azeite.
Enquanto isso, prepare o tomate, o ananás e o queijo.
Numa frigideira, coloque um fio de azeite e o alho bem picado e quando estiver quente, introduza os cogumelos em tiras. Tempere com sal, pimenta e deixe em lume médio-alto por 2 minutos. Retire e reserve.
Abra os pães, coloque o hambúrguer, o queijo, os cogumelos, o tomate e o ananás. Termine com umas folhas de coentros.

Bom apetite!

domingo, 28 de julho de 2013

Bolo de Bolacha

Ontem para a festinha da escola do M, fiz este bolo de Bolacha e pelo que ficou no prato, acho que fez sucesso! :)
E bolo de bolacha que se preze tem de ser com creme de manteiga. Também gosto dos que são com creme de natas, com creme de ovos, com chocolate e todas as outras invenções que existem, mas por aqui é o que mais se gosta. Já vem dos genes paternos...

Ingredientes para 1 bolo:
[Com diâmetro de 6 bolachas]

3 pacotes de bolacha Maria
200g açúcar amarelo
200g manteiga sem sal
4 gemas
1 colher sobremesa de canela
café q.b.

Modo de preparação:
Colocar na batedeira a manteiga e bater até estar cremosa e branca. Juntar o açúcar e bater 5 minutos. Junte as gemas e bater no máximo por mais 10 minutos, até estar bem leve e fofo.
Passar as bolachas pelo café morno e fazer as camadas alternando as bolachas com o creme.
Picar muito bem bolachas Maria até que fiquem como pó, juntar a canela e polvilhar todo o bolo, incluindo os lados. Colocar no frigorífico pelo menos por 2h antes de servir.
Não vale fazer batota e cortar no tempo. Depois de provarem vão perceber que valeu a pena!...


Pato Fricassé


Pato caseiro, é pato caseiro, digam o que disserem, mas é muito melhor!
Gosto muito de arroz de pato e de pato no forno à moda da minha avó, mas para variar um pouco hoje deixo-vos Pato Fricassé! O limão confere-lhe um óptimo sabor e textura, diferente dos molhos mais comuns.


Ingredientes para 4 pessoas:

1 pato
1 dl vinho branco
2 cebolas
3 gemas
1 dente alho
1 folha louro
1 limão grande
salsa q.b.
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Coza o pato em água temperada de sal e pimenta, juntamente com o alho e o louro. Pode fazê-lo na panela de pressão e de véspera, se preferir. Coar o caldo da cozedura e reservar.
Levar ao lume a cebola picada com o azeite e assim que esta comece a alourar, junte o vinho branco e deixe evaporar.
Adicione o pato em pedaços e o caldo que reservou e deixe estufar tapado em lume médio-baixo durante 10m. [A quantidade de caldo será a quantidade de molho que quiser ter.. e se tiver muito caldo use parte para fazer o arroz.]
Entretanto prepare as gemas, junte-lhes o sumo do limão, um pouco do caldo o pato, a salsa picada e pimenta a gosto.
Adicione este molho ao pato e deixe as gemas cozerem.
Sirva de imediato, acompanhado com arroz.

E que tal, gostaram?

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Brownie Cheesecake

Então para os mais gulosos... Brownie com cheesecake!!
Sim, sei que não é das sobremesas mais bonitas, mas é deliciosa! Costumo fazer em forma mais larga e cortar em quadrados, ficando automaticamente mais baixo, mas hoje fiz em forma de bolo inglês e o resultado também foi interessante.

Ingredientes para o bolo:
200g chocolate preto
200g manteiga sem sal
200g açúcar
3 ovos
110g farinha com fermento

Ingredientes para o cheesecake:
200g queijo creme
100g açúcar
2 ovos
Frutos vermelhos q.b.

Modo de preparação:
Derreta o chocolate em banho-maria até que fique macio. Cuidado para que a taça onde tem o chocolate não toque na água quente.
Enquanto isso, bata a manteiga com o açúcar na batedeira, até que esteja um creme esbranquiçado. Adicionar os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Baixe a velocidade da batedeira para o mínimo e junte a farinha aos poucos. Assim que estiver toda dissolvida na massa, coloque a batedeira no máximo e bater até que mistura esteja bem fofa. Incorpore o chocolate delicadamente e deite a massa numa forma untada e polvilhada com farinha (ou forrada com papel vegetal). Leve ao forno a 180º por aproximadamente 20 minutos ou até que se forma uma camada resistente em cima.
Para o cheesecake, coloque o queijo creme e o açúcar na batedeira e bata em velocidade baixa até que a mistura fique fofa e espessa. Adicione os ovos um a um. Aumentar a velocidade da batedeira para o máximo e bater só mais um pouco. Atenção para não bater em excesso, evitando assim que o queijo se separe. Mexendo com uma colher, introduza na massa frutos vermelhos a gosto, levemente esmagados com um garfo.

Coloque esta mistura por cima da massa de chocolate, alise levemente com uma espátula e leve de novo ao por mais 40 minutos, aproximadamente. 
As extremidades do bolo devem ficar levemente douradas e o centro deve ficar esbranquiçado.A cobertura não deverá ficar seca, mas o interior do bolo sim, mas teste com um palito.
Deixe arrefecer um pouco no forno com a porta aberta, retire e deixe arrefecer por completo na forma. Tape com película aderente e deixe no frigorífico de preferência de um dia para o outro e só depois desenforme.
Sirva, acompanhado com fruta.

Para a amiga S: Agora não te ponhas a contar as calorias. Pediste doces não foi?? :)

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Atum à Bulhão Pato


Gosto muito de experimentar novas receitas, combinações, sabores e texturas. Mas existem certas receitas que não me canso de repetir, e esta é uma delas! É comida de verão, de inverno, de almoço, jantar, daquilo que quiserem! É óptimo para fazer aquele jantar com o super marido, para convidar os pais para almoçar lá em casa, para jantarada com os amigos, para fazer o jantar em 10 minutos,...

Ingredientes para 2 pessoas:

2 bifes de atum
0,5 kg amêijoas
4 dentes de alho
1 dl vinho branco
1 limão
coentros q.b.
1,5 dl azeite
50g manteiga
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Temperar os bifes de atum com sal e pimenta.
Numa frigideira colocar o azeite e a manteiga (têm de pôr a manteiga, senão não fica a mesma coisa). Quando a manteiga estiver derretida, adicionar os bifes e em lume alto deixar 2 minutos e só depois virar. Juntar o vinho branco e deixar evaporar o álcool. Junte as amêijoas, o sumo do limão, baixe o lume para médio, tape e deixe que as amêijoas abram. Polvilhe generosamente com coentros.
Desculpem-me mas tem de ser, com batatas fritas!! Podia ser de outra forma? Podia, mas não era a mesma coisa....

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Bruschettas de Sardinha

Aquela broa de centeio devia ser proibida de ser vendida na mercearia mesmo ao lado da minha casa! É pequenina, feita em forno de lenha, vem de Ponte de Lima todos os dias e IRRESISTÍVEL!! Bem tento mentalizar-me em não ir comprar mais, mas ao chegar a casa, o carro pára lá todos os dias. Teimoso...
E como não se pode estar a comer broa com manteiga todos os dias e a toda a hora (ou como o meu pai diz: "poder, pode-se mas não se deve"..), então lá tive de arranjar maneira de a comer numa refeição sem pesar tanto na consciência e na barriga...
Adoro sardinhas, mas como em minha casa não as posso fazer como mais aprecio (=assadas no carvão) e como gosto muito das sardinhas Vasco da Gama, em conserva, então lá se fez hoje uma refeição rápida, saborosa, e bem equilibrada!

Ingredientes para 2 pessoas:

4 fatias de broa
2 latas de sardinhas de boa qualidade
1 tomate
1/4 pimento vermelho
1/4 pimento verde
8 rodelas de pepino
coentros q.b.
1 ovo cozido
queijo feta q.b.
azeite q.b
sal q.b.
pimenta
q.b.

Modo de preparação:
Partir as fatias de broa com 1 cm aproximadamente de largura.
Abrir as latas de sardinha e enquanto escorrem, prepare a salada.
Cortar o tomate (sem as grainhas) e os pimentos (limpos de sementes e partes brancas) em cubinhos bem pequenos. Juntar os coentros bem picados, regar tudo com azeite e vinagre e temperar com sal e pimenta a gosto.
Por cima das fatias de broa coloque as sardinhas, o pepino cortado em fatias muito fininhas, a saladinha de tomate e pimentos, o ovo cozido picado e termine com um pouco de queijo feta. Regue com a marinada da salada.
Agora se não tem visitas, tente comer sem talheres... se conseguir! :)
E pronto, só falta sentar no sofá, abrir uma cerveja bem fresquinha e deliciar-se! Isto se não tiver o filho M e o cão X a tentar tirar-lhe o pão das mãos...

P.S: Pode optar por torrar ligeiramente a broa, mas aqui em casa gostamos dela tal como vem...


Bifes grelhados, com espargos, presunto e molho especial

Ontem para o jantar fiz estes maravilhosos bifinhos de vitela.
No frigorífico estavam os espargos há já alguns dias a aguardar que lhes desse destino...
O puré de batata já o tinha feito...
Pedi ao J para ir buscar presunto à mercearia e só faltava fazer um molho para acompanhar, sim porque eu gosto de ter um molho quando como puré. Manias...
Fiz um molho que gosto muito devido à acidez do vinagre e ao iogurte natural (em substituição das natas para os mais gulosos).

Ingredientes para 2 pessoas:

bifes de vitela q.b.
puré de batata q.b.
espargos q.b.
presunto (1 fatia por cada 2 espargos)
1 cebola pequena finamente picada
2 dentes de alho esmagados com casca
1 colher de sopa de vinagre
1 colher de sopa de mostarda Dijon em grão
1 colher de sopa de vinho do porto
1/2 iogurte natural
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.

Modo de preparação:
Comece por colocar os espargos a grelhar numa frigideira anti-aderente.[Pessoalmente gosto de os "descascar" com o descascador de cenouras, de modo a retirar a parte exterior que é mais fibrosa que nos deixa com aqueles fios indesejados nos dentes...]
Para o molho, coloque uma frigideira ao lume com o azeite, a cebola, os alhos, o vinagre e a mostarda. Deixe em lume médio até que a cebola fique ligeiramente dourada. De seguida junte o vinho do porto e deixe que o álcool evapore e que o molho reduza um pouco. Assim que estiver no ponto de redução que gosta, adicione o iogurte, mexa de modo a que tudo fique bem ligado e tempere com sal e pimenta a gosto. Pode optar por coar, mas por cá deixou-se tal como estava porque o J gosta dos pedaços do alho e eu da cebola...

Grelhe os bifes numa grelha bem quente e enrole os espargos nas fatias de presunto.
Sirva os bifes com o puré de batata, os espargos com presunto e regue com o molho.

Espero que gostem!

Como tudo começa...

Eram dias, semanas e anos a pensar "um dia tenho de fazer um blog com as minhas receitas".
Mas a resposta "começo para a semana" ganhava sempre destaque, a semana passava e repetidamente lá se ia adiando a promessa.
Desde criança que me lembro das inúmeras horas que passava na cozinha com os meus pais e irmãs. Sei que por vezes refilava e já estava 'farta de ajudar', mas agora recordo em como eram bons esses momentos...
Cada momento em família era uma festa... e felizmente continua a ser! E que grande família!!
E é à minha mãe que devo a grande maioria das coisas boas que sei de cozinha!

E porquê agora? Porque sim...

"E agora, com que receitas vou começar?" Começou o dilema.... Com as receitas mais antigas? Bolos? Com receitas de verão? E porque não simplificar e começar com as receitas que se têm feito cá por casa nos últimos dias?... Então vamos lá!